] Jornal Correio Popular


Sábado, 17 / 04 / 2021
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br


PLANEJAMENTO
Indústrias rondonienses devem crescer mais nos próximos anos

Data da notícia: 2019-09-13 18:09:48
Foto: Assessoria/Divulgação
O plano foi apresentado no auditório do 9º andar do Edifício Rio Pacaás Novos, em Porto Velho

Para que os investimentos industriais dos próximos anos sejam baseados em um planejamento eficiente, foi apresentado, quinta-feira (12), pela Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), com apoio da Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero), o Plano de Desenvolvimento Industrial de Rondônia (PDI), com participação das secretarias do Governo, entidades do setor produtivo e empresários.

O PDI foi concebido pela Fiero e realizado pela Sedi por meio da contratação da Macrologística Consultoria, com o investimento de pouco mais de R$ 2 milhões, aprovado pelo Conselho de Desenvolvimento de Rondônia (Conder). No evento, o plano foi apresentado pelo economista Olivier Girard, diretor da empresa responsável e coordenador do projeto.

O plano trabalha com seis eixos que buscam a atração de investimentos e a procura de oportunidades, em Rondônia, que depende de uma logística eficiente, segurança hídrica, garantia do suprimento energético, nas tecnologias de informação e comunicação de qualidade, na garantia de mão de obra qualificada para as suas necessidades e em um plano de incentivos para a agregação das cadeias de valor do estado.

“Esse planejamento estratégico será a mola propulsora do estado nos próximos 10 anos e se for implementado. Fará Rondônia atingir o seu pleno potencial, tornando-se cada vez mais competitivo em nível nacional, regional e internacional, diferenciando-se dos outros estados da Federação”, explicou Olivier.

O PIB Industrial de Rondônia, segundo dados do Portal da Indústria, é de R$ 6,6 bilhões. O setor de alimentos foi a atividade que mais ganhou participação na indústria do estado, pois aumentou 1,6 ponto percentuais entre 2007 e 2016. O setor industrial emprega 14.8% dos empregos formais do estado, com um salário médio de R$ 2.093,9. Um dos pontos em que Rondônia se destaca como atrativo para novos investimentos é o custo da tarifa de energia, a menor entre os estados brasileiro.

“Eu vejo uma enorme oportunidade de transformar o PDI em uma lei de desenvolvimento industrial pro estado de Rondônia, a fim de que esse estudo não vá para prateleira e efetivamente garantir que as políticas públicas de investimento do estado sejam norteadas por um estudo que foi profundo, robusto e envolveu diversas entidades, atores, muito tempo de dedicação e investimento público”, disse Marcelo Thomé, presidente da Fiero.
“Esse será um passo inovador. Nenhum outro estado da federação tem um documento com essas características e assumiu a responsabilidade de implantar o que foi apontado nos estudos”, admitiu Thomé.

O superintendente da Sedi, Sérgio Gonçalves, ressaltou que o maior desafio agora é levar esse documento para os gestores públicos. “Precisamos incentivar os secretários a conhecerem esse material e e transformar esses dados e informações estratégicas, especialmente na questão de infraestrutura, em políticas públicas”.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.