] Jornal Correio Popular
Ji-Paraná(RO), 17/06/2021 - 23:11
JORNAL CORREIO POPULAR DE RONDôNIA - Fone: 69-3421-6853 - E-mail: redacao@correiopopular.com.br



Coronel Marcos Rocha diz que não faz alianças
O candidato Coronel Marcos Rocha (PSL), que disputa o 2° turno do governo de Rondônia, anunciou nesta semana que vai continuar mantendo o apoio a Jair Bolsonaro para a presidência da República, assim como no primeiro turno. Bolsonaro e Marcos Rocha são do mesmo partido. O candidato descartou fazer alianças políticas na disputa pelo governo no estado. “Sem coligações. Permaneceremos do jeito que estamos. Aceitamos todas as pessoas que querem entrar nessa briga, a briga por trazer a renovação do nosso estado. Assim que a gente vai fazer junto com Bolsonaro no governo federal. Vamos trabalhar agregando a todos, sem coligações”, afirma. No primeiro turno, Marcos Rocha também fez campanha a favor de Bolsonaro. Segundo o candidato, o momento é de mudança para Rondônia. Disputa O segundo turno em Rondônia é disputado entre Expedito Júnior e Coronel Marcos Rocha (PSL). Expedito Júnior teve 241.855 votos e Marcos Rocha teve 183.691 no último domingo. Marcos Rocha aparecia em quarto lugar na pesquisa divulgada no último dia 6 pelo Ibope com 8% das intenções de votos, mas despontou no resultado da votação e acabou indo pro segundo turno com Expedito Junior. O adversário de Marcos Rocha também declarou apoio a Bolsonaro para presidente. A votação do segundo turno nas Eleições 2018 será em 28 de outubro. Fake News O candidato ao governo do estado, Coronel Marcos Rocha, o representante legal de Jair Bolsonaro em Rondônia, aproveitou o momento em que visitava um templo religioso, para se pronunciar sobre fake news, que começou a circular nas redes sociais. O fake News de uma foto propagado, dava conta que Marcos Rocha tinha “fechado acordo” o Neodi Carlos, que é ex-candidato a vice-governador na chapa de Acir Gurgacz, e também de Edgar do Boi, vice-prefeito de Porto Velho. Coronel Marcos Rocha aproveitou o momento para esclarecer sobre a fake news. “Nós do PSL, não fizemos coligação com ninguém e não vamos fazer conchavos. O que destrói a política no Brasil é justamente os conchavos, que vai destruindo e abrindo espaço para a corrupção. Nós, vamos trabalhar para o povo”....


Compartilhe com seus amigos:
 




www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.