CP - Greve do transporte coletivo é encerrada em PVH
Correio Popular de Rondônia
* *
ÔNIBUS
Greve do transporte coletivo é encerrada em PVH

Data da notícia: 2019-01-24 11:36:04
Foto: Assessoria/Divulgação
Representantes do Sitetuperon e Consórcio SIM durante audiência trabalhista realizada no Tribunal Regional do Trabalho
Na quarta-feira (23), representantes do Sitetuperon e Consórcio SIM tentaram chegar a um acordo para por fim à greve no transporte coletivo de Porto Velho, durante audiência trabalhista realizada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). No entanto, como não chegaram a um acordo, a presença do prefeito Hildon Chaves foi solicitada e, no início da tarde. Após várias horas de diálogo, os trabalhadores decidiram encerrar imediatamente a greve e retornar às atividades.
Os trabalhadores abriram mão de todas as reivindicações, após o Consórcio SIM não apresentar nenhuma proposta. Conforme Hildon Chaves, a prefeitura já atendeu a quase todos os pedidos do Consórcio SIM para garantir a continuidade do serviço e atender a população com o transporte público.
“Menos o subsídio de R$ 2 milhões, pagamento em parcela a vista, neste momento, sem qualquer tipo de previsão orçamentária e mais um subsídio mensal. Entendemos que, quando um grupo empresarial assume uma concessão, está assumindo o risco do próprio negócio. A Prefeitura de Porto Velho cumpriu a principal exigência que era a revogação da tarifa social”, esclareceu o prefeito.
A empresa ainda pleiteia outras providências que a prefeitura também já está trabalhando na viabilidade, como a redução do ISSQN de 5% para 2%, revendo as linhas de ônibus e intensificando a fiscalização contra táxi compartilhado e qualquer tipo de transporte pirata.
“Fizemos de tudo para que o transporte coletivo voltasse a funcionar. Estamos desde o início do nosso mandato defendendo o transporte coletivo de passageiros. No primeiro ano, tivemos um aumento expressivo da passagem, que chegou a R$ 3,80, a pedido do Consórcio. A própria tarifa social foi a pedido do consórcio. Então, tudo que o Consórcio nos pediu já fizemos ou estamos fazendo, mas, aparentemente, há um desequilíbrio no próprio contrato e nós estamos com processo licitatório praticamente pronto”, explicou Hildon Chaves.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos: