FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Conheça a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Boa noite! Quarta-feira, 17 / 01 / 2018
SUSTENTABILIDADE
Tendência mundial para produção de café sustentável é discutida

Data da notícia: 2017-03-17 18:47:57
Foto: Emater-RO/Divulgação
Encontro entre técnicos e produtores em Ouro Preto do Oeste
(Da Redação) O encontro realizado na última semana em Ouro Preto do Oeste, entre extensionistas da Emater, agrônomos e técnicos da Idaron, Seagri e Sebrae, trouxe grandes perspectivas para a cafeicultura de Rondônia.

Com o objetivo de complementar o trabalho que já vem sendo feito pelo estado, o Treinamento Avançado do Currículo de Sustentabilidade do Café levantou questões sobre a tendência mundial para a produção da cultura e trouxe experiências inovadoras para quem quer produzir um café de altíssima qualidade.

Mesmo com o incentivo à produção de café sustentável ser um trabalho recente, cerca de dois anos, Rondônia teve grande avanço. ?Muitos produtores estão aderindo à técnica rapidamente?, comentou Janderson Dalazen, engenheiro agrônomo responsável pelo desenvolvimento do café na Emater.

A proposta chegou a Rondônia em meados de 2015, quando foi assinado um Termo de Cooperação Técnica entre a Emater e o Programa Café Sustentável. Nesse mesmo período teve início à capacitação técnica para extensionistas que se tornariam os multiplicadores da ação. Ao longo do período, 150 técnicos foram treinados para trabalhar com a sustentabilidade.

O treinamento foi realizado no Centro de Treinamento da Emater com palestras do consultor Eduardo Sampaio. Engenheiro agrônomo residente no estado de São Paulo, Sampaio é também produtor de café e tem mais de 30 anos de experiência na área. Durante a palestra, o consultor trouxe na sua bagagem a tendência mundial para a produção de café com qualidade.

Foi dada ênfase também às práticas agronômicas de produção que poderão ser adotadas no estado visando à melhoria da atividade cafeeira, além de dicas e alternativas para tornar a produção mais eficiente, sempre dentro dos princípios da sustentabilidade. Os participantes tiveram a oportunidade de visitar uma propriedade em Alvorada do Oeste, assistida pela Emater e o campo experimental da Embrapa, em Ouro Preto do Oeste, onde vem realizando pesquisas com a cultura do café.

Segundo o consultor, o mundo demanda muita sustentabilidade, mas não é somente no café em si. ?É rastreabilidade, como produzir, como usar técnicas e deixar um solo mais produtivo, então são 18 pontos do currículo da plataforma global que a gente reavaliou, trabalhando os indicadores. Ao fazer a extensão rural, teremos a certeza de estar deixando um legado positivo, em termos de natureza social e economia, sobretudo?, garantiu.

O Treinamento Avançado do Currículo de Sustentabilidade do Café está sendo realizado no país nas principais regiões produtoras de café. O mesmo treinamento foi realizado em Minas Gerais e Espírito Santo e agora Rondônia foi contemplada. A ideia é alinhar o café de Rondônia no contexto mundial atual.

O Programa Café Sustentável é uma iniciativa mundial que veio com o objetivo de aumentar o uso de práticas sustentáveis na produção e melhorar o nível de vida dos cafeicultores. Em Rondônia essa ação é coordenada pela Emater-RO com apoio do governo estadual.


Fonte: Wania Ressutti ? Assessoria.


Compartilhe com seus amigos:





www.correiopopular.com.br
Copyright - EMPRESA JORNALÃ￾STICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.