FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Bom dia! Quarta-feira, 24 / 01 / 2018
AUDIÊNCIA COM MINISTRO
Deputado defende políticas preventivas

Data da notícia: 2017-11-28 10:56:27
Foto: Assessoria/Divulgação
Anderson do Singeperon cumpriu agenda com o ministro Osmar Terra
O deputado Anderson do Singeperon (PV) participou na última quinta-feira (23), na Explanada dos Ministérios, em Brasília, de audiência pública com o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra. O encontro foi motivado pelas deliberações aprovadas durante o 7º Encontro Nacional e 1º Encontro da Região Centro-Oeste da Frente Parlamentar Interestadual de Mobilização Nacional Pró-Criança e Adolescente (Fenacria), realizado em Campo Grande (MS), em setembro deste ano.
Anderson, que ocupa o cargo de secretário-geral da Frente, esteve junto com o presidente da Fenacria, deputado Carlos Antonio (PSDB-GO), o deputado Georgeo Passos (PTC-SE), as deputadas Márcia Maia (PSDB-RN) e Jucélia Oliveira Freitas (PRB-RJ), bem como a representante do deputado Airton Gurgacz (PDT-RO), Surama Bastos.
A audiência pública buscou tratar de questões afetas à competência do Ministério do Desenvolvimento Social, em especial os centros de acompanhamento de crianças com microcefalia; o “Programa Criança Feliz”; e a realização de ações de promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes em parceria com a pasta.
O ministro Osmar Terra apresentou vídeos e slides demonstrando como é o funcionamento do Programa Criança Feliz e a importância de criar envolvimento emocional com a criança desde a primeira infância. “É nesse momento que as crianças desenvolvem seus neurônios e precisam de estímulos emocionais para formar sua cognição. Crianças bem cuidadas e incentivadas vão se tornar adultos mais ativos e desenvolvidos tendo melhores empregos e melhorando suas vidas, de suas famílias e a economia do país”, afirmou.
Terra deu ênfase sobre a questão da violência no país e citou o trabalho que desenvolveu enquanto secretário. “Quando eu era secretário no Rio Grande do Sul criamos uma política para prevenção à violência e a redução foi de 12%. Só que quando saímos o número de homicídios dobrou”, revelou.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:





www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.