FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Bom dia! Quarta-feira, 24 / 01 / 2018
ÁGUA PARA TODOS
Presidente da CMJP se reúne com moradores

Data da notícia: 2017-10-27 12:34:15
Foto: Assessoria/Divulgação
A reunião foi acompanhada pela superintendente regional da Caerd, Elizabete Gago e o diretor-presidente da Agerji, Clederson Viana
Moradores da comunidade do km 7 (próxima ao Distrito Industrial) estiveram reunidos com o presidente da Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP), Affonso Cândido (DEM), para tratar da assinatura do termo de adesão para o fornecimento de água potável da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd).
O termo de adesão é o passo seguinte à conclusão da rede de fornecimento de água na localidade. De acordo com Affonso Cândido, a reunião foi para esclarecer o processo administrativo da Caerd. “São orientação rotineiras que normalmente são feitas no escritório da companhia”, comentou.
A reunião também foi acompanhada pela superintendente regional da Caerd, Elizabete Gago dos Santos e o diretor-presidente da Agerji, Clederson Viana. A implantação sub-adutora iniciou há duas semanas e o prazo de conclusão é 60 dias. O pedido para expansão da rede de água foi solicitado pelo presidente da CMJP.
“Hoje, eu volto a essa comunidade para acompanhar a instalação da rede de água, prometida há quase ano, que por questões de orçamento não pôde chegar antes. A partir de agora, vocês terão uma água de qualidade em suas casas, que não é só uma garantia de saúde, mas também um direito de cidadão”, afirmou.
Segundo Elizabete Gago, para instalação dos hidrômetros, o morador terá que pagar uma taxa de R$ 135, que pode ser dividida em até três parcelas na conta do consumo de água. A ligação apenas poderá feita se o futuro usuário tiver um reservatório (caixa d’ água) na residência.
A superintendente alertou os moradores para o consumo inicial de água. “Cuidado com as ligações internas que podem causar desperdício e prejuízo no fim do mês”, ressaltou. Ela explicou que quem consume água de poço não está acostumado ao sistema de fornecimento, e gasta mais.
“O objetivo da Caerd é que todos paguem pelo que consumiu”, frisou. Também foi informado aos moradores a respeito da “Tarifa social”. Nela, o consumidor paga a tarifa especial, deve ter renda mínima e estar cadastrado em programas sociais. Perde o direito à tarifa, por exemplo, o usuário que atrasar o pagamento de até duas contas.
Para o diretor-presidente da Agerji (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de de Ji-Paraná), Clederson Viana, a agência acompanha o termo de compromisso da companhia em garantir 100% de cobertura na cidade de Ji-Paraná. Concluída a rede, segundo ele, é preciso fiscalizar o fornecimento (24 horas) de água.
O presidente Affonso Cândido solicitou à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) a recuperação e cascalhamento das ruas da comunidade após a conclusão de instalação da rede de água, que requer escavações.


Fonte: Jairo Ardull


Compartilhe com seus amigos:





www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.