FALE CONOSCO     |     INTRANET     |      QUEM SOMOS
 Assine a revista PONTO M  
SIGA O CP       ANUNCIE AQUI

Boa noite! Segunda-feira, 16 / 10 / 2017
CIDADANIA
Machadinho do Oeste recebe posto para emissão de identidade

Data da notícia: 2017-10-06 10:25:47
Foto: Assessoria/Divulgação
O posto irá proporcionará ao cidadão agilidade no atendimento e menor tempo para obter o documento
(Da Redação) O município de Machadinho do Oeste passa a contar, a partir de hoje, sexta-feira (6), com posto de identificação para emissão de carteira de identidade. A medida vai proporcionar ao cidadão agilidade no atendimento e menor tempo para obter o documento. Representando o governo, o vice-governador Daniel Pereira fará a entrega da nova unidade.
A inauguração do posto de Machadinho do Oeste ocorre às 9h, e sua localização é no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), na avenida Tangará.
Com mais dois postos, o governo de Rondônia, por meio da Polícia Civil e Instituto de Identificação, entrega no total 22 postos de atendimento em parceria com prefeituras para emissão da carteira de identidade. “Essa parceria tem possibilitado agilidade no atendimento, diminuindo o tempo de espera para que as pessoas tenham acesso à identidade”, disse o diretor do Instituto, Júlio André Kasper.
Em Ji-Paraná, por exemplo, o tempo para emissão do documento caiu pela metade. Era de 120 dias, passou para 60, com proposta de se reduzir ainda mais.
O trabalho do Instituto de Identificação tem sido acompanhado pela vice-governadoria, que incentiva prefeitos a formalizarem parcerias mediante termo de cooperação técnica. “A intenção é colocar postos no maior número possível de municípios, com meta de reduzir para 30 dias a emissão da carteira de identidade,” afirmou o vice-governador Daniel Pereira.
Pelo termo de cooperação, o governo de Rondônia treina os funcionários das prefeituras – para cada posto estão sendo treinadas duas pessoas – e fornece os equipamentos necessários para o cadastro e coleta de informações.
São máquina fotográfica digital, leitor óptico de digitais, módulo cenário para captura de imagens e módulo para acondicionamento e transporte desses instrumentos, além de fonte alimentação e licença de acesso ao software utilizado para cadastrar. O kit tem o custo de R$ 12 mil.
Às prefeituras cabe viabilizar a estrutura do posto, cedendo funcionário e local, computador e impressora. Os servidores assinam termo de responsabilidade para fazer este trabalho. O termo de cooperação técnica ocorre pelo prazo de cinco anos.


Fonte: Assessoria


Compartilhe com seus amigos:





www.correiopopular.com.br
é uma publicação pertencente à EMPRESA JORNALÍSTICA CP DE RONDÔNIA LTDA
2016 - Todos os direitos reservados
Contatos: redacao@correiopopular.net - comercial@correiopopular.com.br - cpredacao@uol.com.br
Telefone: 69-3421-6853.