CP - Agevisa reforça atenção para a segunda dose da vacina
Correio Popular de Rondônia
* *
IMUNIZAÇÃO
Agevisa reforça atenção para a segunda dose da vacina

Data da notícia: 2021-09-28 18:38:49
Foto: Assessoria/Divulgação
Aplicação da 2ª dose do imunizante é a medida para conter o avanço da Covid-19
Dados do sistema LocalizaSUS, do Ministério da Saúde, registrado na segunda-feira (27), apontam a ausência de informações de pelo menos 212.333 pessoas referentes à segunda dose da vacina contra o novo coronavírus (Covid-19), no Estado de Rondônia.

Isso mostra que mesmo que haja muitas pessoas vacinando, a maioria por motivos desconhecidos ainda não tomou a segunda dose


Campanha de conscientização

A informação preocupa as autoridades que atuam no setor da Saúde e estão empenhadas, rotineiramente, na campanha de conscientização, visando a aplicação da segunda dose do imunizante, como forma de conter o avanço da Covid-19 e redução no número de registro de casos, principalmente de forma grave e também os óbitos que diminuíram no último mês.

Por intermédio dos dados, o Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), convida a população a buscar um dos postos de vacinação mais próximo de sua cidade e solicitar a aplicação da 2ª dose o quanto antes, a fim de que todos possam estar protegidos dessa doença.

“Vamos imaginar que metade desse número corresponde a pessoas que já foram vacinadas, no entanto a informação ainda necessita ser incluída no Banco de Dados ou seja, que diz respeito a pessoas que aguardam completar o período para receber o reforço do imunizante.


Registro

Ainda assim, falta o registro de pelo menos 100 mil pessoas, que teoricamente deixaram de completar o esquema vacinal.

É um número elevado”, enfatiza o diretor-geral da Agevisa, Gilvander Gregório de Lima.

Gregório reforça que, “a vacina é o remédio para combater a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Mesmo com o registro da variante Delta, ainda assim em nosso Estado, os números estão em declínio.


Direito

É um reflexo da importância da vacinação, por isso conclamamos: não deixe de se vacinar.

Se trata de um direito da nossa população e nos esforçamos bastante para que a vacina chegue o mais rápido possível em todos os municípios do Estado e atenda todos os moradores”, finaliza.


Fonte: Secom


Compartilhe com seus amigos: